Detalhes

Bíblia, Escola Sabatina
4 anos atrás

Céu na terra.
Motivação: Alguns namorados gostariam de estar juntos todo o dia, olhando o rosto um do outro, conversando e rindo juntos. No final do dia eles não sentem vontade de se separar, pois querem continuar juntos. Então, ele diz para ela: “um dia não teremos que nos despedir, pois viveremos juntos”. Então, decidem se casar. Tempos depois, já não querem conversar; não querem andar juntos; a vida a dois não tem mais sentido. Felizmente, Deus jamais Se cansa de estar conosco.
Foco: Compreender alguns conceitos relacionados ao Santuário Celestial e como esses conceitos revelam verdades para nosso tempo e o desejo de Deus de querer estar com Suas criaturas.
Compreensão:
I. O Santuário do Éden. (Êx 25:9, 40)
Pergunta 1: O Jardim do Éden foi o primeiro Santuário da Terra. Porque havia necessidade de um Santuário na Terra antes que os seres humanos pecassem?
Resposta:

  •  O Santuário no Éden representava a presença de Deus. Andava no Jardim Gen 3:8; Estava no meio de Seu povo no Santuário. (2 Sm 7:66,7)
  • “A maior perda na queda não foi a expulsão de Adão e Eva do Jardim o Éden, mas a perda da possibilidade de estar na presença imediata de Deus”. LES

II. O Santuário terrestre, uma cópia do Santuário Celestial.
Pergunta 2: Porque o foco fundamental do Santuário está centrado em Cristo?
Resposta: Todos os contornos básicos da tipologia do Santuário encontraram seu cumprimento básico em Cristo.

  •  Cristo, o Sumo Sacerdote, Heb. 7-10
  • A bacia de lavar, Tt 3:5
  •  Seus méritos são o incenso. Ap 8:3
  • Sua justiça são as vestes de linho. Is 61:10

Ele é tudo para o que o Santuário aponta. Em nosso estudo do Santuário, precisamos manter esse foco fundamental, centrado em Cristo.
III. Três fases da tipologia do Santuário no Novo Testamento.

  1.  Inaugurada: Vida terrena e morte de Cristo. (Jo 2:19-21)
  2.  Cumprida na Igreja: Individual e coletivamente. (1 Cor. 3:16,17; 6:19)
  3.  Consumada: A nova Jerusalém como Tabernáculo Eterno. (Apoc. 21:2,3,15,16,21,22)

Aplicação: Você fica alegre ao pensar que um dia realmente viveremos com Deus em Seu “tabernáculo” por toda a eternidade? Devemos nos acostumar a cada dia a viver na santa presença de Deus. Essa deve ser nossa maior alegria.
Criatividade: Ellen G. White sugeriu: “Seria bom para nós passar diariamente uma hora a refletir sobre a vida de Jesus” (O Desejado de Todas as Nações, p. 83). Decida, nesta semana, passar algum tempo contemplando a vida, o ministério e a morte de Cristo como o belo cumprimento da tipologia do Santuário.
Vamos orar.
Downloads aqui: http://downloads.adventistas.org/pt/kits/esboco-iv-trimestre-2013/