Detalhes

Bíblia, Educação, Escola Sabatina, Publicações
3 anos atrás

Este é a lição #2 do III Trimestre da Escola Sabatina, com o tema “Oração: A Força Vital do Reavivamento”. Faça o download desse vídeo!
Participação especial Pr. Almir Marroni
Motivação: Uma das lembranças que guardo de minha infância foi quando, certa vez acordei assustado com raios, relâmpagos e trovões. Corri até o quarto do meu pai para buscar amparo, e lá chegando, encontrei-o ajoelhado orando. Então, voltei tranquilo para o meu quarto, sabendo que ele estava suplicando a Deus os Seus cuidados. Hoje eu sei que ele não estava orando pelos raios e relâmpagos daquela madrugada; estava pedindo pelo seu melhor amigo. O maior milagre que resulta da oração não é uma resposta a uma oração, e sim colocar a criatura humana em contato com o seu Criador.
Foco: Só podemos esperar um reavivamento em resposta à oração.
Compreensão:
I. Jesus – exemplo de oração.
Pergunta 1: Três características da oração de Jesus: Mc 1:35; Lc 5:16; 9:18 1) de Madrugada, 2) Em lugares solitários 3) Com frequência.
Pergunta 2: Três motivos de oração: Jo 17:20; Lc 22:31; Mt 26:36; 1) Unidade dos crentes. 2) Conversão de Pedro após seu fracasso. 3) Que fosse feita a vontade de Deus.
II. Eficácia da oração. “A oração e a fé farão o que nenhum poder da Terra conseguirá realizar” Ellen G. White, A Ciência do Bom Viver, p. 509
Pergunta 3: O que faz com que a oração seja eficaz?
Sl 34:1 Sempre; Daniel 9:8:13 Confissão; Ef. 5:20 Ação de graças; Efésios 6:18 Súplica; Luc. 18:9-14 Humildade
Aplicação: Existe diversas maneira de orar:
• Orar sozinho, abrindo o coração a Deus, como a um amigo.
• Orar juntos, Mat. 18:19,20 Concordar = Em completo acordo.
• Orar ajoelhados. Sal. 95:6 Vinde, adoremos e prostremo-nos; ajoelhemos diante do SENHOR, que nos criou.
Criatividade: Falar sobre a oração é fácil e as pessoas gostam de pedir oração, mas orar é uma necessidade pessoal de todos; é a respiração da alma. Orar deveria ser um hábito, uma necessidade da alma. Muitas vezes, não temos vontade de orar ou, às vezes, oramos pouco, ansiosos por terminar. Não há fome para conversar com o Pai. Deus em Seu maravilhoso amor nos concede, se solicitarmos, fome para orar, como aquele rapaz que tem alegria de estar na presença de sua noiva. Não há maior alegria que estar na santa presença de Deus. Oremos.