Detalhes

Bíblia, Escola Sabatina
3 anos atrás

Este é a lição #11 do III Trimestre da Escola Sabatina, com o tema “Reforma: nova maneira de pensar”.
Participação Especial: Pr. Rafael Rossi. Faça o Download desse Vídeo!

Motivação: Um jovem contou-me, certa vez, que após alguns meses de seu batismo, ainda tinha saudades da música e das festas pagãs. E para evitar se envolver outra vez nesse mundo, ele resolveu colocar algodão nos ouvidos para não escutar, nem ser tentado. Será que essa é uma boa fórmula para evitar o pecado?

Foco: Entender que, se tivermos uma reforma em nosso pensamento, teremos uma reforma em nossas ações.

Compreensão:
I. Mentes transformadas.

Pergunta 1: Que conselho o Novo Testamento nos dá a fim de preservarmos a mente das influencias malignas deste mundo?

  1.   Submissão total de nossa natureza. (2 Co 10:5,6) Deus, seja o Senhor de nossa mente! Entregar-Lhe o controle da nossa mente. Então, o resultado é ter a mesma mente que houve também em Cristo Jesus. (Fp 2:5)
  2.   Alimentar a mente de pensamentos edificantes. (Fp 2:8)

II. Sentimentos e ações transformadas.

Pergunta 2: Qual é o ideal em relação a nossos sentimentos?

  •  Ter o mesmo sentimento de Jesus. Flp 2:5 “De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus”. Os pensamentos, desejos e motivações do cristão devem ser os pensamentos, desejos e motivações que enchiam o sagrado coração de Jesus..
  •   Tiago 3:13,14 Quem tem a sabedoria do alto tem sentimentos nobres; porém aquele que guarda em seu coração sentimentos malignos, a verdade não está nele.
  •   Pensamentos transformados levam a ações transformadas

Aplicação: A mudança ocorre quando permitimos que o Espírito Santo transforme nosso pensamento. Deus deseja controlar nosso corpo por meio da nossa mente. Tornamos-nos semelhantes àquilo com que enchemos a mente. Onde se demoram nossos pensamentos?
Criatividade: Se o Espírito Santo o impressionou com algo especifico, por que não entregar isso a Ele agora?
Cada dia é uma luta pelo controle de nossa mente; cada um decide quem vai controlá-la. Tomemos a cada dia a santa decisão de deixar que nosso coração seja conduzido por Deus!