Detalhes

Bíblia, Escola Sabatina, Missão Global
3 anos atrás

VERSO PARA MEMORIZAR: “Tanto o que santifica como os que são santificados, todos vêm de um só. Por isso, é que Ele não Se envergonha de lhes chamar irmãos” (Hb 2:11).

Leituras da Semana: 2Cr 20:17-20; 1Co 6:19, 20; Ap 2:1-6; Rm 1:16, 17; Ap 14:6, 7, 12

Revivamento é um processo contínuo. Diariamente nosso Senhor nos convida para a alegria de Sua presença. Assim como Israel foi alimentado com o maná que caiu do céu, Jesus estende um banquete espiritual para nós todos os dias. Dia a dia nossa mente é alimentada, nosso coração é refrigerado e revive quando nos ajoelhamos em silêncio diante do Seu trono, meditando na Sua Palavra. A verdadeira renovação espiritual leva a uma mudança em nossos padrões de pensamento, hábitos e estilo de vida. É o que chamamos de “reforma”.

“Vós, pois, amados, prevenidos como estais de antemão, acautelai-vos; não suceda que, arrastados pelo erro desses insubordinados, descaiais da vossa própria firmeza; antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A Ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno” (2Pe 3:17, 18).

O termo reforma se refere simplesmente a esse crescimento na graça. Significa permitir que o Espírito Santo harmonize todos os aspectos da nossa vida com a vontade de Deus. Nas áreas em que nos afastamos da obediência, o reavivamento desperta o desejo de agradar a Deus. A reforma nos leva a fazer escolhas para abandonar tudo que se interpõe entre nós e Ele.