Detalhes

Bíblia, Escola Sabatina, Surdos
4 anos atrás

VERSO PARA MEMORIZAR: “Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta.” (Lc 11:9, 10, NVI).

Leituras da semana: Lc 2:25-32; Jo 16:5-7; Lc 23:46; 11:1-4; Mt 7:21-23; Lc 11:9-13

Dos três evangelhos sinóticos, Lucas é o que fala com mais frequência sobre o relacionamento de Jesus com o Espírito Santo. Enquanto Mateus se refere ao Espírito 12 vezes e Marcos, seis vezes, Lucas tem 17 referências a Ele no evangelho e 57 no livro de Atos. Desde a concepção de Jesus como ser humano (Lc 1:35) até as orientações que Ele deu para o estabelecimento de Sua missão global (Lc 24:44-49), Lucas via um elo operativo entre Jesus e o Espírito Santo. Esse elo é fundamental para a compreensão do ministério do Salvador. Semelhantemente, Lucas mostra a importância da oração na vida e na missão de Jesus. Sendo
plenamente divino, igual ao Pai e ao Espírito, Jesus, em Sua humanidade, deixounos um exemplo com respeito à oração.

Se Jesus via a necessidade de oração, quanto mais devemos nós precisar dela? “Sem oração constante e diligente vigilância, estamos em perigo de nos tornar descuidosos e nos desviar do caminho verdadeiro. O adversário procura continuamente obstruir o caminho para o trono da graça, para que não obtenhamos, pela súplica fervorosa e fé, graça e poder para resistir à tentação” (Ellen G. White,
Caminho a Cristo, p. 95).